Labels

SUPPORT JULIAN ASSANGE

Thursday, January 29, 2015

BRASILEIRO -- BENJAMIN FULFORD: Relatório de 26 de Janeiro de 2015


Benjamin Fulford: 

Os gregos acabam com a escravidão da dívida, um rei mau morre, o ataque russo, o pânico dos bancos centrais e o violino da elite em Davos enquanto o mundo queima

POR THE EVENT CHRONICLE 26 de JANEIRO DE 2015 ·INTEL


(Benjamin Fulford) A revolução mundial contra o domínio do cabal e contra a escravidão estilo Babilônica pela dívida continuam a se desdobrar, deixando a Europa e Oriente Médio em tumulto. Os gregos fizeram a jogada mais ousada na semana passada, quando expulsaram o governo escravo da cabala e elegeu um governo que promete acabar com a escravidão da dívida. Os russos não ficaram muito atrás quando eles tomaram as luvas e começaram uma campanha militar em grande escala contra o exército mercenário da cabala no leste da Ucrânia. Além disso, o governo escravo da cabala no Iêmen, localizado próximo aos campos de petróleo da Arábia Saudita, foi derrubado na semana passada, justo quando o rei saudita Abdullah morreu.

O sistema bancário Europeu também passa por grave crise, com o Banco Central Europeu sendo forçado a emitir mais de um trilhão de Euros, ostensivamente para impulsionar a economia, mas, na realidade, para evitar o colapso total do sistema bancário Europeu.


Estes incidentes são partes inter-relacionadas de uma única campanha para libertar o planeta de uma cabala satânica, que ainda está tentando iniciar a 3ª Guerra Mundial, a fim de escravizar permanentemente a humanidade.

Também na semana passada, representantes do grupo que tenta substituir o US Dolar controlado pela cabala pelo também controlado pela cabala SDR, contataram a Sociedade do Dragão Branco para tentar justificar os seus planos. A essência da mensagem deles era que, a fim de reduzir as distorções na economia mundial causada pelo dólar norte-americano, que eles precisavam substituí-lo gradualmente pela SDR. Basicamente, foi totalmente e ininteligivelmente disfarçado em linguagem uma financeira pomposa.

Eles foram informados em linguagem clara que uma restauração, fazer uma redistribuição de ativos e uma campanha maciça (multi-trilhões de dólares) para acabar com a pobreza e parar com a destruição ambiental eram exigências inegociáveis. Se eles não conseguirem fazer isso, eles foram informados, que era uma certeza matemática que seu atual sistema entraria em colapso em de forma catastrófica; levando a um cenário de banho de sangue do tipo Revolução da Francesa.

A elite em si, recolhida em Davos, na Suíça, na semana passada, parecia estar a admitir sua derrota, pelo de acordo com os títulos de seus painéis de discussão, tais como:

"Liderança em crise; desigualdade, polarização, paralisia: é o fim da liderança pública?" e "Os modelos de crescimento existentes falham em criar postos de trabalho e diminuir a desigualdade de renda?"

No caso de não ter percebido ainda, a resposta para ambas as perguntas é "sim".
Vamos dar uma olhada mais de perto na situação grega para compreender o tipo de políticas levadas a cabo pelas pessoas agora no comando do mundo financeiro ocidental. Os gregos foram colocados sob os cuidados do FMI em 2010. Como um escritor econômico deixe-me dizer-lhes que tenho visto várias e várias vezes ao longo dos anos a mesma coisa acontecendo quando os países caem sob o domínio do FMI. Todos eles disseram a mesma coisa: "Extraia todo o dinheiro que você puder de seu povo, tome todos os seus recursos e entregue-os à máfia bancária internacional." Isso é o que o governo escravo grego que agora está de saída fez. O resultado foi, o PIB grego caiu 25%, a renda caiu 30% e dívida subiu de 126% em relação ao PIB de 2010 e subiu 175% hoje. Para finalizar, a maioria das suas ilhas já não são mais da Grécia.

Os gregos finalmente já tiveram o suficiente, e o governo eleito promete renunciar a dívida. Embora eles ainda quererem usar o Euro, mas, se eles fizerem isso, eles vão ter que continuar a receber ordens dos alemães. Eles estariam melhor se percebessem que os russos ofereceram enviar o gás que eles enviam para a Europa através da Grécia (dando aos gregos gordas taxas de transbordo) e ainda comprar os produtos gregos. Se os gregos emitirem a sua própria moeda, a verdade é qeu a a maioria de sua elite já não será capaz de comprar carros Mercedes Benz, mas, o fluxo de entrada de turistas que se seguiria e o aumento das exportações gregas fariam os gregos médios muito mais ricos.

É apenas uma questão de tempo antes que os espanhóis e os italianos descubram a mesma coisa. O projeto do Euro só vai funcionar se os países mediterrânicos passarem o controle completo aos burocratas não eleitos, em Bruxelas e seus senhores da cabala. O resultado disso seria o fascismo na Europa.

Agora vamos olhar para o que os russos estão fazendo. Após cortar nas últimas semanas o envio de gás para o caloteiro perpétuo governo nazista ucraniano, eles finalmente retiraram as luvas de pelica e partiram em uma ofensiva total contra o exército de mercenários estrangeiros no Leste da Ucrânia. Os russos estão lutando por sua terra natal, os mercenários pelo dinheiro, é muito fácil saber quem vai ganhar.

Novos aliados da Rússia, os Turcos, em conjunto com os iranianos, os iraquianos e o Pentágono, entretanto, continuam a sua ofensiva contra os regimes de Israel e os Satanistas da Arábia Saudita. A morte na semana passada do rei Abdullah, um dos líderes mais desprezíveis no planeta,

marcou um ponto de viragem. Seu senil irmão Salman tomou o controle do regime, financiador líder do terrorismo mundial, que está fadado ao colapso.
Aqui, a propósito, você pode ver o presidente Obama se curvando e beijando o anel de Abdullah e George Bush Jr. aparentemente beijando-o na língua.

Lembre-se que ambos, os sauditas e os Bushes, estavam profundamente envolvidos na traição do 9/11 contra os Estados Unidos, enquanto Obama continua a repetir as mentiras deles sobre esse incidente.

A queda dos preços do petróleo e os exércitos que se aproximam são ambos precursores da desgraça para esse regime Satânico.

A queda do regime fantoche cabala/Sauditas/cabala no Iêmen, na semana passada, também marcou um ponto de viragem. Os Iemenitas consideram há muito tempo seus vizinhos sauditas como sem sofisticação e rudes pastores de camelos, que só passaram a ter sorte com petróleo. As mesas estão prestes a virar.

A Inteligência Britânica e francesa estão agora relatando que o israelense Naziosionista Netanyahu ou o regime Nazisionista está perdendo grande parte da renda do petróleo do Oriente Médio que rouba do Iraque devido as perdas militares do exército do ISIS armado pelos Israelenses/Sauditas. Por essa razão, de acordo com um agente francês, "O ministro da Defesa francês estava em Riyadh a 4 de janeiro de 2015, e ele confirmou que a Líbia será invadida no prazo de 3 meses, com a finalidade de garantir o óleo para Israel."

Lembre-se que tanto a França quanto Israel estão atuando em segredo para a família Rothschild. Então, o que realmente está acontecendo é que o roubo do Petróleo no Oriente Médio e na Ucrânia é um esforço para evitar de os Rothschilds irem à falência. Mensagem para a família Rothschild: vocês estão matematicamente condenados à falência e uma série de crimes internacionais não vai lhes salvar. Além disso, fiquem fora da Líbia.

Falando sobre falência, algumas das vítimas bancárias da recente queda nos preços do petróleo estão começando a aparecer. De acordo com fontes do MI5, a "Standard and Chartered está à procura de um novo chefe, como resultado do mau desempenho das commodities e do petróleo, a exposição de débitos de US$ 99 bilhões do JP Morgan pela produção de petróleo e gas, Wells Fargo é de $ 98 bilhões e Bank of America é de R $ 58.7 bilhões." Isso é apenas a ponta do iceberg. A enorme queda do Euro também, com certeza, condenou matematicamente muitos bancos.

Você pode ter certeza que planos estão sendo preparados, neste exato momento, para aproveitar as contas bancárias das pessoas comuns, a fim de salvar os banqueiros e os bancos.~

A questão de fundo é que o modelo económico Europeu/Americano com base na escravidão pela dívida, e usar seus exércitos armados para roubar recursos não está mais funcionando. Ficar brincando com o sistema usando truques tais como taxas de juros negativas e máquinas de impressão de dinheiro não vai funcionar.

O que é necessário é uma versão de um modelo Ocidental do sistema hibrido de planejamento/capitalista que os japoneses costumavam ter (até que os americanos os forçaram a desmantelá-lo), e que os chineses imitam com grande sucesso. O sistema precisa ser reiniciado.

Benjamin Fulford trabalhou no Japão como correspondente da Knight Ridder, uma Revista Internacional de Finanças, para a edição em Inglês da Nihon Keizai Shimbun, e para o South China Morning Post, antes de se mudar para a revista Forbes, onde era o Chefe do Bureau asiático de 1998 a 2005. Suas reportagens investigativas cobriam os escândalos no mundo do governo e das empresas japonesas. Depois de deixar a Forbes, ele escreveu uma série de LIVROS em japonês, alguns dos quais se tornaram best-sellers, e começou a publicar na internet.




Tradutor: Adriano Pereira

Post a Comment

assange



At midday on Friday 5 February, 2016 Julian Assange, John Jones QC, Melinda Taylor, Jennifer Robinson and Baltasar Garzon will be speaking at a press conference at the Frontline Club on the decision made by the UN Working Group on Arbitrary Detention on the Assange case.

xmas





the way we live

MAN


THE ENTIRE 14:02' INTERVIEW IS AVAILABLE AT

RC



info@exopoliticsportugal.com

BJ 2 FEV


http://benjaminfulfordtranslations.blogspot.pt/


UPDATES ON THURSDAY MORNINGS

AT 08:00h UTC


By choosing to educate ourselves and to spread the word, we can and will build a brighter future.

bj


Report 26:01:2015

BRAZILIAN

CHINESE

CROATIAN

CZECK

ENGLISH

FRENCH

GREEK

GERMAN

ITALIAN

JAPANESE

PORTUGUESE

SPANISH

UPDATES ON THURSDAY MORNINGS

AT 08:00 H GMT


BENJAMIN FULFORD -- jan 19





UPDATES ON THURSDAY MORNINGS

AT 08:00 H GMT

PressTV News Videos